quarta-feira, 2 de julho de 2014

"Só em Sonhos" de Sherrilyn Kenyon [OPINIÃO]

Edição: 2014
Págs.: 256
Editor: Edições Chá das Cinco
ISBN: 9789897101021

Sinopse:

Xypher tem apenas um mês na Terra para se redimir através de uma boa ação ou será condenado à tortura no Tártaro para toda a eternidade. Mas a redenção pouco significa para um semideus que apenas deseja vingança contra aqueles que causaram a sua queda. 
Simone Dubois é uma médica-legista com dons psíquicos e capaz de ajudar os mortos a encontrar os seus assassinos. Quando Xypher pede a sua ajuda para abrir um portal para o Inferno e combater demónios, Simone tem a certeza que está perante um louco. 
O futuro da Humanidade encontra-se em risco, mas qual a maior ameaça que Simone enfrenta? Os demónios que vêm em sua perseguição, ou o homem misterioso e sedutor que mudou irremediavelmente a sua vida?

Opinião:

"Só em Sonhos" marca o regresso do mundo dos Predadores da nossa adorada autora, Sherrilyn Kenyon.

Neste livro é retratada a estória de Xypher, um deus grego condenado à tortura no Tártaro, e Simone, uma (aparente) humana, que leva a vida como médica-legista. Os seus caminhos cruzam-se, até porque este mundo paralelo, não é totalmente desconhecido a Simone, que é amiga de um escudeiro, Tate. 
Xypher e a jovem médica-legista são aprisionados com umas pulseiras de origem atlante, mas não são apenas os seus braços e fragilidades que se tornam inseparáveis, os seus corações também. No entanto, Xypher tem uma missão em mente e apenas um mês para a executar: matar Satara, a deusa que o condenou.

Conseguirão Xypher e Simone ficar juntos? Ou a vontade de Hades e a vingança do deus grego prevalecerão? 

Com ajuda de vários amigos, inclusive Acheron, e um fantasma que ficou preso nos anos 80, Jesse, o casal protagonista não tem mãos a medir perante todos os seus inimigos, mas é com este auxílio, e o carinho que nutrem um pelo outro, que abraçarão os desafios que lhes são impostos.

Confesso que já tinha saudades dos Predadores: do seu encanto; das suas aventuras; dos seus romances tórridos e sensuais; e até da adrenalina das lutas! 

Apaixonei-me pelos protagonistas assim que os conheci.

Xypher é a personificação de um deus caído em desgraça: sofrido; másculo; protector; determinado; e dotado de uma natureza puramente sensual e sexual.
Com um passado tortuoso, o metade deus, metade demónio gallu (um a espécie de demónios odiosa!), nunca soubera o que era amor, apenas o que é ser usado e maltratado, vendo-se envolvido num enorme desafio contra a sua natureza defensiva e desconfiada, quando conhece a honesta Simone.

Simone não teve uma vida fácil. Perdeu a mãe e o irmão num acidente de viação, e o pai suicidou-se. Mais tarde, vem a ser adoptada por um casal, cujas vidas também se perdem num acidente, logo no primeiro ano de faculdade da médica-legista.
A jovem está sozinha, e as suas únicas companhias são Tate, um colega de profissão e escudeiro de um Predador da Noite, e Jesse, o primeiro fantasma que Simone alguma vez conheceu, tornando-se no seu melhor amigo desde o fatídico dia em que perdeu a família.
Sim é uma personagem de carácter flexível, mas determinada e com a qual prontamente nos identificamos. É uma personagem tão querida, que é impossível não torcer pelo seu final feliz, por isso fiquei muito contente com o "twist" que a autora lhe atribuiu, que embora sofrido, foi compensatório em vários sentidos.

"Só em Sonhos" revelou-se uma leitura muito agradável, com humor e acção q.b., e boas doses de sensualidade, de momentos pecaminosos que aqui esta leitora adora!

A leitura, como já é habitual, é rápida e fácil, algo que advém da escrita simples e fluída da autora.

Esta série é um verdadeiro deleite!
Mal posso esperar pelo livro seguinte!

Sem comentários:

Publicar um comentário